Itacarambi outrora era chamado Porto de Jacaré.

Existiu naquele tempo um arraial a que os seus poucos habitantes chamavam de Jacarezinho, distante uns cinqüenta quilômetros de onde está situada hoje a cidade de Itacarambi, mais para os lados dos gerais. Uma vila se formou à margem esquerda, no alto do barranco onde jacarés tomando sol eram freqüentemente avistados pelos ocupantes das embarcações que subiam ou desciam o rio São Francisco.

Em Jacaré, naquele tempo, só existiam três ruas, sendo a principal a que recebeu o nome de Mário Lisboa, homenageando o prefeito de Januária, e hoje é chamada avenida Presidente Kennedy. Outra não tinha nome certo, que é a atual rua Dois de Março, data da emancipação do Município, em que é comemorado o seu aniversário. A terceira rua também não tinha nome fixo. Localizada do lado esquerdo do rio São Francisco, passou a ser chamada de avenida São Francisco, por estar à beira do rio.

Os primeiros habitantes dessas terras foram as duas tribos de índios, os Gamela e os Xakriabás, vivendo na aldeia a cinqüenta e poucos quilômetros de distância da Sede do Município.

Secundaram os Xakriabás os componentes da família Ferreira, no Brejo do Pindaíbas. Em seguida os Moreira, e depois os Azevedo, que vieram da Bahia. Além dessas famílias, vieram também as famílias do professor Josefino Barbosa, que também era baiano e veio morar em Porto de Jacaré.

Em seguida surgiu o coronel Horácio de Matos, e a família Sá, de Sérvulo e Antônio de Sá. Vieram ainda os Pereira, família do velho ancião Miguel Pereira, vulgo Miguel Conrado. Estes os segundos habitantes do Porto do Jacaré, que hoje se chama Itacarambi,  emancipada em 2 de Março de 1962, quando se desligou do Município de Januária, na gestão do prefeito Arnaldo Corrêa de Oliveira. A cidade recebeu este nome por se encontrar frente a uma montanha e às margens de um rio, num lugar a que chamavam Itacarambi, em linguajar tupi “rio da pedra redonda” ou, de outra forma, “peixe que nada em volta da pedra”.

E foi assim que Jacaré virou Itacarambi.

(Depoimento prestado por antigos moradores a alunos da 7a. série da EE Josefino Barbosa)

 

O Município tem origem no antigo Distrito de São João das Missões (pertencente ao Município de Januária), que foi extinto em 1836 e restaurado em 1864. Em 1890 a Sede do Distrito foi transferida para o povoado de Jacaré, elevado a Distrito em 1926, passando a se chamar Itacarambi, e emancipado em 1962.